Sobre livros

Uma nuvem de lágrimas sob seus olhos

0

Um mar de lágrimas. Essa expressão nunca fez tanto sentido como agora que conhecemos o trabalho da fotógrafa Rose-LynnFischer, nossa inspiração da semana. Todos nós as produzimos, pelos mais variados motivos, mas será que você sabe do que uma lágrima é feita? Não, não estamos falando de água, sais minerais, proteínas e gordura, mas dos sentimentos que elas escondem em sua imensidão microscópica. Pode ser um amor não correspondido, uma perda inconsolável ou, quem sabe, uma saudade que esvazia o peito?


Uma separação que terminou como não devia pode ter feito essa lágrima nascer
[FONTE: So Bad So Good]

Em seu trabalho intitulado A Topografia das Lágrimas, Rose fotografou, com a ajuda de um microscópio, 100 lágrimas diferentes. Segundo ela própria, “o projeto começou em um período de mudança pessoal, perda e lágrimas copiosas. Um dia eu me perguntei se minhas lágrimas de tristeza seriam distintas das minhas lágrimas de alegria e me propus a explorar elas de perto”. O resultado não é nada menos do que magnífico.


O mapa de um terreno devastado por algum tipo de guerra: teria sido uma separação?


Festeiras como parecem estar, essas simulações de galhos devem ser de um choro de alegria

A série, conforme Rose explica em seu site, é composta por imagens de mais de 100 lágrimas suas e de outras, derramadas pelas mais diversas razões: alegria, cebolas sendo cortadas, tristeza, frustração, rejeição e até durante bocejos. O resultado, como vemos, são verdadeiros mapas que carregam nessas pequenas gotas marcas tão verdadeiras como a erosão em um terreno visto de muito longe. Quase como a topografia do nosso mundo, só que do interior. De novo, a sensível e inventiva Rose explica melhor que nós: “É como se cada uma de nossas lágrimas carregasse um microcosmo da experiência humana coletiva, como uma gota de oceanos”. Mergulhe! 🙂


O clarão surgindo nessa imagem seria porque a dor que causa as lágrimas está passando?


Lágrimas que parecem pegadas de algum bicho: seriam nossos olhos fugindo da cebola?


Uma lágrima que lembra um porto onde atracam vários barcos: seriam de amor?

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.