Sobre livros

Tratamento de efluentes

0

Atualmente, quase ninguém pensa em como seria a vida sem tratamento de esgoto. Essa tecnologia tornou-se fundamental para a vida nas cidades, mas não faz tanto tempo assim que as pessoas perceberam sua importância. Foi apenas após o início dos anos 1900 que os primeiros sistemas começaram a ser desenvolvidos nos Estados Unidos, conforme consta no livro Tratamento de efluentes e recuperação de recursos, de Leonard Metcalf e Harrison P. Eddy.

O livro é considerado a “bíblia” do tratamento de efluentes, no qual consta tanto um histórico quanto, principalmente, detalhes sobre essa questão no mundo atual. Hoje em dia, muitos métodos de tratamento em desenvolvimento buscam integrar aspectos de saúde e meio ambiente.

Não existe apenas um tipo de esgoto, ao contrário do que muitas pessoas podem pensar. Além do doméstico – também conhecido como sanitário – ainda há o industrial; a infiltração/vazão externa, que adentra a rede de coleta através de fraturas nas tubulações; e as águas pluviais, resultantes de chuvas ou neve derretida.

No século 20, o foco em tratamento de esgoto era a remoção de constituintes considerados contaminantes. Já no século 21, com uma mudança de paradigma e maiores avanços tecnológicos, passou-se a considerar o esgoto uma fonte renovável e recuperável de energia, recursos e água. Em um breve futuro, as estações de tratamento de esgoto serão exportadoras de energia, e não mais consumidoras, como são atualmente.

Boa leitura!

tratamento-de-efluentes

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.