Sobre livros

êi bi ci

3

Por Cristina Ustárroz*

Uma das primeiras lições que aprendemos quando começamos a estudar um idioma estrangeiro trata das letras do alfabeto. Mais especificamente, da sua pronúncia. Essa relevância se justifica mesmo que você não participe de um Spelling Bee, digo, do Soletrando. Para início de conversa, é fundamental sabermos soletrar nosso nome completo, seja para algum documento oficial ou para marcarmos consulta médica por telefone. ‘Qual seu sobrenome?’ “Ustárroz”.“Gustavo?” Pois é! Quando menos espero, me torno Cristina Gustavo. E só me resta soletrar: “U-s-t-a-r-r-o-z. Acento no a”. Se buscar compreensão oral no nosso próprio idioma já é complicado, imagine em uma língua estrangeira! Para tanto, nós professores recorremos a um sem-número de atividades, com direito a versos declamados ao pé da letra e rimas recreativas, para facilitar a memorização. Além de muita repetição. Muita repetição – ai, que irritação!

Que nada! Mais cedo ou mais tarde os alunos percebem que estão cercados por siglas e abreviaturas. É quando eles passam a dar às letras seu devido valor, já que terão que pronunciar todos os “esses” e “erres”. Sem dúvida, essa é a melhor lição. Você sabe o seu CEP de cor? E o número do seu CPF? Quem mandou pronunciar CEP  como uma palavra? Foi a mesma pessoa que mandou soletrar CPF? Será que a turma do CSI sabe a resposta? Por sinal, qual é o seu canal de TV favorito? CNN, MTV ou HBO? Prefere DVD? Só sei que, na hora-h, as vogais afloram e as consoantes proliferam. E daí não tem volta! Péraê, volta lá, sim: siglas e abreviaturas? Qual é a diferença?

Fonte: paulinhacorazon

Em português, pouca. As duas dividem o mesmo objetivo: reduzir o tamanho das palavras a fim de economizar tempo e imprimir uma escrita mais ágil. É um recurso tão eficaz e necessário que acabou migrando para a língua falada. O xis da questão é que, se em português praticamente não há distinção entre siglas e abreviaturas, em inglês a coisa é um pouquinho diferente, mas – não se preocupe – vou explicar tudo com todas as letras, sem abreviar – desculpe-me pelo trocadilho infame! Antes, vamos colocar os pingos nos “is”: você não precisa se preocupar em distingui-las. Sua tarefa é, lamento, um pouco mais árdua: terá que soletrá-las corretamente.

Em inglês, há várias categorias de abreviaturas. Como desejo que você leia meu texto até o fim, abordarei somente três: abbreviations (abreviaturas propriamente ditas), inicialisms (iniciais) e acronyms (acrônimos). Como pronunciar as abreviaturas? E as iniciais? Que diabo é um acrônimo? E que fim levaram as siglas? Muita calma nessa hora! É simples como distinguir gb e kb de mb. Entendeu o recado? Então, comecemos pelo mais fácil: abbreviations. Na maioria das vezes, elas usam as letras de uma palavra, geralmente as primeiras, em sequência ou não, terminando em consoante. Assim, abrevia-se California = Calif., February = Feb., Saturday = Sat., dictionary = dict., e por aí vai. Abreviei seu sofrimento? Agradeço desde já sua paciência: thx!

Inicialisms, ou siglas (aêêê!), envolvem duas ou mais palavras cujas iniciais são pronunciadas separadamente, como FDR – de Franklin Delano Roosevelt. Diga éf di ar. Ao contrário das abreviaturas, que entregam o jogo sem desafiar ninguém e mostram tudo sem nos seduzir, inicialisms são mais, digamos, sutis, pois nos convidam a adivinhar as palavras que escondem. Quer ver? JFK! Adivinhou? Aqui vai uma pista: dgêi éf kêi foi presidente americano. Não rolou? Outra pista: foi assassinado. Nada ainda? Sei não, mas acho que algumas aulas de história não lhe fariam mal. Vamos tentar geografia: você já esteve nos US (iú és) ou no UK (iú kêi)? E em LA (él êi)? Você sabe o que significa DC (di ci) em Washington, DC? E UN (United Nations)? Diga iú én!

O mundo corporativo, por sua vez, é uma verdadeira sopa de letrinha. Se você faz parte dele, certamente já topou com a sigla que puxa a fila das mal pronunciadas. E é justamente a do presidente da empresa, o bom e velho CEO, de chief executive officer. Ou ci i ôu. Se você disser ci ôu, ignorando o i, você terá CO, que pode significar company, ou carbon monoxide,ou constrangimento… Oops!

Algumas empresas famosas são conhecidas por suas inicias não menos famosas: HP (êitch pi), P&G (pi én dgi), C&A (ci én êi), e HSBC (êitch és bi ci) são alguns exemplos. Sabe aquela dos 3 emes? Não, não o chocolate M&M – que, por sinal, se diz ém én ém. Refiro-me à empresa 3M. Diga Three ém. Afinal, Minnesota Mining and Manufaturing Company tem 3 emes, certo? A propósito, você conhece a loja de conveniência ante meridiem e post meridiem? Não? E am/pm? Pois diga êi ém pi ém, sem medo de ser feliz! Antes e depois do meio-dia.

Agora, se você estiver financeiramente desprevenido num domingo, procure um caixa eletrônico. Diga ATM (êi ti ém). Mesmo que você não seja VIP. Ou VP (vi pi)! Falando em dinheiro, ou na falta dele, a bolsa de valores de Londres é a FTSE (futsi), mas a de Nova York é a NYSE (én uai és i). Isso não mudou a sua vida? Então vamos para outra área. Qual é a diferença entre CIA (ci ai êi) e FBI (éf bi ai)? Já sei: um é um e o outro é o outro.

Antigamente, muitas abreviaturas e siglas tinham suas letras separadas por ponto – que só trazia confusão. Nem adiantava cantar uni duni tê. Hoje em dia, esse probleminha não nos pertence mais: o ponto intemediário ficou salamêminguê. Entregou os pontos. E ponto final. No entanto, ainda temos que prestar atenção nas iniciais com letra maiúscula. Por exemplo, KKK (kêi kêi kêi) significa Ku Klux Klan, mas se eu postar algo engraçado no facebook, você digitará kkk, assim, com letra minúscula. É melhor não dormir no ponto.

Fonte: ‘SeraphimC

Com relação a carros, você aprecia os da GM (dgi ém)? Gosta de SUV (és iú vi)? Às vezes, preferir as iniciais ao nome completo do estabelecimento comercial pode oferecer uma grande vantagem para o comerciante e vender uma grande ilusão para o cliente. É o caso de Kentucky Fried Chicken, cujas iniciais KFC (Kêi éf ci) fizeram sumir a palavra fried como num passe de mágica – avise a FDA, órgão que controla alimentos e medicamentos nos EUA. Perdão, eu quis dizer US. Que tal um BBQ (bi bi kiú) mais tarde? Humm! Delicioso, mas não é inicialism! éf di êi é!

Algumas siglas são muito populares: OMG (ôu ém dgi), de oh my god (ai meu deus); não confundir com ONG, que em inglês é NGO(én dgi ôu); fyi (éf uai ai), de for your information (para sua informação); BF(bi éf) não vem de bife. Vem de boyfriend. Ou best friend. BFF(bi éf éf) é best friends forever, DIY(di ai uai) vem de do it yourself (faça você mesmo), e a.k.a. vem de also known as (também conhecido como). Também conhecido como êi kêi êi.

Fonte: elo7

Outras geram uma extensa gambiarra wébica que só os fortes entenderão, como BRB(bi ar bi), de be right back (volto logo); e TNT, de till next time (até a próxima). Se bem que TNT também pode significar trinitrotoluene. Sabe o que é isso? É ti én ti! E tem também as siglas sem graça, mas figurinhas fáceis no nosso cotidiano. HTTP (êitch ti ti pi), de Hyper Text Transfer Protocol; HTML(êitch ti ém él), de Hyper Text Markup Language; e PDF(pi di éf), de Portable Document Format. Quer ver mais algumas? OK. Esta última é figura mega fácil. Não, não a pi di éf. A ôukêi!

Para quem curte música, algumas bandas não podem ficar de fora. Os fãs de heavy metal lembrarão do AC/DC – diga êi ci di ci. Nem precisa ser fã do Village People para cantar o hit YMCA, que significa Young Man’s Christian Association. Diga uai ém ci êi. Ou faça a mímica dos braços! Quem nunca? E tem também o U2, de quem gosto muito. You too? E o que você diz quando chega a sexta-feira? TGIF (ti dgi ai éf)! Eu também. Obrigada Senhor! Pela sexta e pelo Friday’s!

Fonte: M. Christian

Por fim,os acrônimos! Assim como as siglas, acrônimos derivam das iniciais de todas as palavras que compõem a expressão, formando – ao contrário das siglas – quase-palavras independentes. Com quase-sílaba e tudo! National Aeronautics and Space Administration? Diga simplesmente NASA! Ou melhor, nassa. Ninguém tem tempo a perder. Nem eles! E OTAN? Em inglês é NATO. Diga nêito. Por falar em NASA, você já viu um UFO? Ôpa, isso não é acrônimo! Mas Anima Sana In Corpore Sano é. Que você deve conhecer como ASICS Corporation. Diga êisiks. Esqueci do UFO? Vá lá, diga iú éf ôu. Prefere OVNI? OK!

Acrônimos também podem ser feitos de sílabas das palavras que compõem a expressão. Por exemplo: Interpol, de International Criminal Police Organization e INTEL, de Integrated Electronics. Como se não bastasse, uma combinação de letras e palavras é possível, como em CD-ROM (si di rom). Que vem de read-only memory. Eram? De random access memory.

Às vezes, tanto faz pronunciá-los como uma palavra independente ou dizer letra por letra, como IRA (aira ou ai ar êi) e FAQ (fack ou éf êi kiú) – vá entender! Tem também quem queira falar com você ASAP, cuja pronúncia você pode escolher entre êi és êi pi e êi sap. Escolheu? O mesmo se aplica a lol, de laughing out loud.  Não, não é lots of love! Diga lól ou él ôu él. E aí? Riu bem alto? Nem eu. kkk!

Essa é para os espertinhos de plantão: como se abrevia Standard Oil? S.O., certo? E como se pronuncia S.O.? éss ôu. Agora repita éss ôu algumas vezes: éss ôu, éssôu, éss ôu… Virou o quê? ISSO, quero dizer, ESSO! O nome comercial da Exxon Mobil Corporation. Tirou de letra, não? Mas mudemos de assunto novamente, pois a coisa não para por aqui. AIDS e HIV? Diga êids e eitch ai vi. Ou diga YOLO – assim mesmo, iôulôu, e viva sua vida plenamente. E prudentemente.

Ainda, qual seria a sua reação se eu dissesse que a palavra laser é feita das iniciais de light amplification by stimulated emission of radiation? Que scuba vem de self-contained underwater breathing apparatus? Radar e sonar? De radio detector and ranging e sound navigation and ranging. Basic? De beginner’s all-purpose symbolic instruction cod e– é aí que você acusa o golpe! E as iniciais de north, east, west e south formam que palavra? News! Ficou bege? Mas há controvérsias. E por falar em controvérsias, quem trabalha no laboratório canadense Northern Electric Research and Development é o quê? Um baita nerd!

Fonte: catracalivre

Por último, algumas pessoas têm o dom – além de muito tempo nas mãos – de bolar acrônimos de mentirinha para salientar uma característica particular de uma determinada empresa. É só escolher uma marca e transformá-la em acrônimo através de suas letras. Você consegue adivinhar os nomes comerciais a seguir? Vários Aviões Reunidos Iludindo os Gaúchos. Mas esse você já conhecia. Próximo: World Wide Waits. Demorou, hein?! Mais dois: Will Install Needless Data On Whole System e Most Intelligent Customers Realize Our Software Only Fools Teenagers. Sacou? E o que dizer de I Blame Microsoft? Tóin!

PS – E assim a língua evolui! Puxamos daqui, abreviamos dali, remendam os de cá, esticamos de lá, sem nos importar com rótulos. Essas mudanças não são planejadas e não têm fim. Ao contrário do meu texto. Aliás, meus cumprimentos -iurrrúúú! Você conseguiu, chegou até aqui e merece ouvir aquela palavrinha que nos encoraja e nos anima. Adivinha? Vou soletrar para você: P-a-r-a-b-e-n-s. Acento no e.

Notas altamente esclarecedoras

•    Soletrando é um concurso nacional de soletração realizado anualmente pelo Caldeirão do Huck, da Rede Globo. Em inglês, diga Spelling Bee.
•    A transcrição fonética representa graficamente os sons das letras para auxiliar na pronúncia das palavras. Como o alfabeto fonético é feito de símbolos estranhos a você, decidi improvisar uma transcrição usando as letras do nosso próprio alfabeto para facilitar a sua compreensão. Os linguistas que me perdoem. É por uma boa causa.
•    AC/DC (êi ci di ci) vem de alternating current/direct current. Na Austrália a banda é chamada de “Acca Dacca”.
•    O acrônimo Basic refere-se a uma linguagem de programação (computação). Quanto à origem das palavras news e nerd, o que consta no meu texto é somente uma teoria. Muito criticada, por sinal.
•    Acrônimos de mentirinha são chamados backronyms em inglês.
•    World Wide Waits (o mundo inteiro espera), Will Install Needless Data On Whole System (vou instalar dados desnecessários em todo o sistema), Most Intelligent Customers Realize Our Software Only Fools Teenager s(nossos clientes mais inteligentes percebem que nosso software só engana adolescentes), e I Blame Microsoft (boto a culpa na Microsoft).
•    Confira as traduções dos acrônimos: laser (amplificação da luz por emissão estimulada de radiação), scuba (dispositivo autônomo para respiração submarina), radar (detecção e telemetria por rádio); sonar (navegação e telemetria por som), e basic (código de intruções simbólicas de uso geral para principiantes).
•    CSI = Crime Scene Investigation; CNN = Cable News Network; MTV = Music Television; HBO = Home Box Office; DVD = digital versatile/video disk; GB= gigabyte; kB= kilobyte; MB = megabyte; thx = thanks; JFK = John Fitzgerald Kennedy; US = United States; UK = United Kingdom; LA = Los Angeles; DC = District of Columbia; HP = Hewlett Packard, dos sobrenomes dos colegas Bill e Dave; P&G = the Procter & Gamble Company, dos sobrenomes dos concunhados William e James; C&A = Clemens e August, irmãos; HSBC = Hongkong Shanghai Banking Corporation; M&M = dos sobrenomes de Forrest Mars, SR. e de Bruce Murrie, filho do presidente da Hershey; ATM = automated teller machine; VIP = very important person; VP = vice president; FTSE = Financial Times Stock Exchange; NYSE = New York Stock Exchange; CIA = Central Intelligence Agency; FBI = Federal Bureau of Investigation; GM = General Motors; SUV = sports utility vehicle; FDA = Food and Drug Administration (equivale à ANVISA); BBQ = barbecue; TGIF = thank God it’s Friday (alusão à rede de restaurantes TGI Friday’s); NATO = North Atlantic Treaty Organization / OTAN; UFO = unidentified flying object; IRA = Irish Republican Army; FAQ  = frequently asked questions; AIDS = acquired immunodeficiency syndrome; HIV =human immunodeficiency virus; PS = postscript; YOLO = you only live once.
•    Quer ver mais exemplos de acrônimos? Confira em http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_acronyms:_A

*Cristina Ustárroz é a professora de inglês preferida dos colaboradores do Grupo A. Ela escreve mensalmente para o BlogA.

Cristina Ustárroz
A professora de inglês preferida dos colaboradores do Grupo A.

    You may also like

    3 Comments

    1. Ótimo (e longo!) texto. Faltou um que eu sempre quis saber: RSVP. A Wikipédia já me deu a resposta. Parafraseando: "RSVP é a abreviatura de Répondez S'il Vous Plaît, expressão francesa que significa 'Responda por favor'. O RSVP é utilizado pela pessoa que deseja a sua presença no evento que ela vá realizar, desta maneira ele pede a confirmação para ter um melhor planejamento do evento em geral para ter a certeza de que tudo saia o mais perfeito possível.

    2. Brilliant!
      lol

    3. Excelente texto. Grande abraço.

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.