Papo de editor

Editar é quebrar paredes

5

Por Sandra Chelmicki*

Alguém neste blog já falou sobre a mania que editores têm de trabalhar fora do horário do expediente. Não pelo fato de levar trabalho para casa, mas por tentar editar desde o cardápio do restaurante no jantar ao jornal no café da manhã. Mas sejamos sinceros: nós, como editores, e como seres humanos, não nos detemos apenas na gramática. Eu, por exemplo, me flagro frequentemente editando a aparência dos ambientes e das pessoas ao meu redor. Também por isso me impressionou tanto o filme argentino Medianeras, que assisti recentemente.

Eu explico: nele, os personagens principais, resolvem “editar” suas moradas para ganhar um pouco mais de luz natural. Envolvidos pela solidão e pela apatia, eles encontram um novo sentido para suas vidas depois de tomarem a decisão de abrir janelas nas paredes laterais de seus apartamentos – prática ilegal, mas nem por isso incomum em Buenos Aires. A luz entra em cena, ou melhor, em casa, e aponta para novas direções, novos rumos. Uma linda metáfora.

Já dizia um grande poeta que “escrever é cortar palavras”. Penso que no caso dos protagonistas de Medianeras a frase poderia ser adaptada para “viver é quebrar paredes”, pois editando ambientes foi possível começar a escrever uma nova história. Isso exemplifica, de forma otimista, a influência dos espaços urbanos e suas configurações nas nossas emoções. Do mesmo modo, um filme ou um livro bem feito (o que compreende também uma boa edição) pode trazer mais clareza e consciência às pessoas. No “the end”, é o que todos buscamos, editores ou não.

Confira o trailer de Medianeras:

*Sandra é editora da Revista BMJ Brasil e dos livros do selo Tekne.

You may also like

5 Comments

  1. De editores e loucos, todos temos de ter um pouco! 😉

  2. Muito bom… vou procurar pelo filme.

  3. Realmente depois do post da Sandra será impossível deixar de assistir ao filme.
    Quanto ao post, muito bom!

  4. Este blog tá uma loucura!!! Elisa, tenho uma ideia: quem sabe no final do ano editas os posts e propõe uma publicação?? Sandra, muito bom! Me dei conta das muitas "edições" diárias que faço rsrsrs. Bj

  5. Muito bom… a essência de quem vive para editar.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.