Reflexões

Apaixonados por café (e por canecas!)

7

Quem diria que uma planta da Etiópia, descoberta no século IX, seria essencial para o funcionamento de um país (e de uma editora)? Em 2010, 19,13 milhões de sacas de café foram produzidas para o mercado interno no Brasil, o que representa um consumo impressionante de 81 litros per capita ao longo do ano. A cada dia, portanto, um brasileiro toma em média 221 ml de café, ou cerca de três xícaras pequenas. Bebida mais popular no nosso país, só a água – e olhe lá!

Várias dessas 19,13 milhões de sacas têm destino certo: os cinco andares aqui da editora. Cada andar recebe cerca de quatro térmicas por dia, duas pela manhã e duas pela tarde. Companheira fiel, a dose diária de cafeína é imprescindível para um bom trabalho; sem ela, o dia não passa, a atenção se vai, e a revisão de cada página de um livro parece um obstáculo intransponível. Acabe com a produção de café e você terá uma equipe editorial em slow-motion, certamente incapaz de finalizar os mais de 300 lançamentos programados para o ano.

Tamanha paixão pela bebida se reflete também nas canecas espalhadas pela empresa; quase todos têm a sua, e o estilo é sempre diferente. Umas meigas, outras clássicas, algumas contemporâneas: para não deixar passar em branco o Dia Nacional do Café, comemorado ontem todos os dias, selecionamos nove exemplos dessa variada coleção de xícaras que conservam o nosso tão estimado cafezinho.

A Carla Araújo, editora da área de Humanas, adota a linha petit poá.

A Andréa Ávila, assistente de marketing, também é fã de bolinhas.

Rafaela Paludo, designer, prefere desenhos mais abstratos.

Elisa Viali (esta que vos escreve) acompanha a caneca de um David Bowie leporídeo.

A editora Denise Weber tem duas canecas: uma listrada…

.. e outra observadora.

A Amanda Munari, editora de Biociências, é uma superfilha!

As editoras Cláudia Bittencourt e Dieimi Deitos são fãs de animais.

Como não poderia deixar de ser, a diretora editorial Adriane Kiperman veste a camiseta, digo, caneca!

E você, também não vive sem café (e sem canecas)?

You may also like

7 Comments

  1. O café é, sem dúvida, a ferramenta de trabalho mais indispensável para a produção editorial 🙂

  2. E viva o café!!

  3. VIVA!

  4. Faltou a minha canequinha… tão bonitinha!!

  5. O café é o grande aliado dos arquitetos também.
    Quem já virou a noite fazendo projeto, sabe muito bem disso!
    E substituir os copos descartáveis pela caneca é uma iniciativa sustentável. Gostei de ver!
    Adorei o blog!

  6. Ahá! Ano que vem terá uma foto da minha mug com café descafeínado trazido de casa! A área de café é a zona de conversas, principalmente as futebolísticas. A caneca observadora da Denise é muito boa heuheuhe.

  7. Também gosto muito de café e canecas!! Ah… e chá!! A minha caneca preferida é uma "mágica", sensível ao calor.

    Parabéns pelo blog! É muito bom conhecer um pouquinho do mundo editorial. Além de ler por aqui informações sobre diversas áreas.

    Já virei fã!

    Sucesso à equipe e mais uma vez parabéns!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.