Sobre o BlogA
Comprar
Livro

Sem categoria

Você vai ficar aí parado?

Tem que correr
Tem que suar
Tem que malhar
Vamos lá…

Lembra dessa música dos anos 80? Não? Talvez você não curtisse esse som mais “saúde” ou seja muito mais jovem do que eu e nem conheça o Marcos Valle, cantor que inspirava o pessoal avisando “verão chegando, quem não se endireitar, não tem lugar ao sol”. Sim, o incentivo era ter um corpo sarado e bronzeado para exibir nas areias da Cidade Maravilhosa…

bio_set2017_img01

Mas, convenhamos, nem todo mundo é uma “garota dourada ou um menino do Rio” (desculpe, apelei mais uma vez para a música brasileira dos anos 80… estou saudosista) que fica circulando o tempo todo na praia, tampouco a prática de atividade física está unicamente relacionada a esculpir o corpo. Hoje sabemos que praticar exercícios, acima de tudo, se trata de uma questão de saúde não só para o presente, mas também para o futuro.

Está bem… Não vamos negar que eliminar aquelas gordurinhas indesejadas e desenvolver os músculos é bastante motivador, mas isso não é tudo.

Segundo Brian Sharkey, autor de Aptidão física ilustrada: seu guia rápido para definir o corpo, ficar em forma e alimentar-se corretamente,:

“A atividade e a aptidão físicas fazem mais do que melhorar seu desempenho: elas também aprimoram sua saúde física e psicológica, aumentando, assim, seu vigor e prolongando o auge de sua vida.” (2012, p.16)

Entre os benefícios físicos do exercício, o autor cita que ela:

– Aumenta a longevidade, reduz as enfermidades e prolonga o auge da vida. · Ajuda na formação de massa óssea, reduzindo o risco de osteoporose, osteoartrite e dor lombar.

– Minimiza o risco de cardiopatia, hipertensão, acidente vascular cerebral e outras complicações vasculares.

– Queima calorias e diminui o risco de adquirir sobrepeso e desenvolver diabetes, síndrome metabólica e alguns cânceres.

– Melhora o funcionamento do sistema imune.

– Reduz consideravelmente a necessidade de usar medicamentos e as despesas com cuidados à saúde.

E aí? Você já está pensando em sair da frente do computador e em começar a se movimentar ou esses benefícios ainda não são o suficiente? Quer mais?

Vejamos, então, o que o autor cita como benefícios psicológicos da atividade física:

– Diminui a ansiedade e a depressão.

– Controla o estresse e minimiza seus efeitos negativos no corpo.

– Aumenta a autoestima e o autoconceito, além de impactar positivamente na imagem corporal.

– Melhora a cognição e a resolução de problemas.

– Ajuda a dormir melhor (desde que não seja realizada, claro, imediatamente antes de ir dormir).

Agora, imagino, você já não tenha dúvidas quanto às vantagens de praticar uma atividade física, certo? Eu sei bem que nem sempre é fácil iniciar, mas as pessoas que dedicam um tempo semanal de suas vidas a exercitar-se costumam relatar muita satisfação.

E vale ressaltar que há atividades para todos os gostos:

– Jogos de equipe e competição, como voleibol, futebol, handebol, entre outros.

– Atividades ao ar livre na cidade ou junto à natureza, como ciclismo, corrida, caminhadas, rapel, etc.

– E mesmo indoor, como musculação, natação, ginástica (várias modalidades), dança e, entre tantas outras, a febre do momento: o treinamento funcional (se quiser saber mais a respeito, dê uma olhada nos livros indicados ao final desta mensagem).

bio_set2017_img02

Há opções de atividade física não apenas para todos os gostos, mas também para diversos objetivos. Você quer aumentar a resistência e/ou a força? Quer desenvolver uma nova aptidão física? Quer ter mais saúde? Quer se preparar para correr uma maratona? Quer conhecer novas pessoas (sim, a prática esportiva pode ser uma ótima forma de socializar com pessoas que tenham objetivos em comum com você)?

A resposta para todas essas perguntas: pratique uma (ou mais de uma, se tiver vontade/disponibilidade) atividade física!

Algumas precauções, claro, sempre são necessárias. Se você tem problemas de saúde, por exemplo, não vá se exercitar sem confirmar com um profissional que a modalidade escolhida é adequada para o seu caso, certo?

Me despeço com mais um trechinho da música Estrelar, a mesma com que iniciei esta mensagem (parafraseando Camisiro de Abreu: saudades da minha infância que os anos não trazem mais…):

Musculação
Respiração
Ar no pulmão
Vamos lá!

Cláudia Bittencourt é Coordenadora Editorial de Ciências Humanas do Grupo A.

Quer receber todo mês as novidades do Grupo A direto no seu e-mail?




Enviando...

Email Inválido