Ciência curiosa

O lado bom do mau humor

0

Não precisa mais se esconder atrás do biombo, do computador, ou da bombona de água ao lado do café quando aquele colega, ou o chefe, adentrar ao escritório com seu habitual bom humor matinal. A ciência, sempre ela, acaba de inocentar – ou quase isso – os mal-humorados de plantão. De acordo com uma pesquisa publicada pelo Academy of Management Journal, pessoas que acordam de mau humor, com sentimentos negativos, ao final do dia conseguem ser mais criativas e produtivas do que aquelas que já acordam sentindo-se bem (xeque-mate!).


Bate aqui se você é um pouco Garfield e detesta segunda-feira. o/ 
[FONTE: Wallpaper Vortex]

O estudo citado ali em cima foi conduzido por Ronald Bledow, da Universidade de Ghent, na Bélgica, e Kathrin Rosing e Michael Frese, da Universidade Leuphana, na Alemanha, e analisou 102 pessoas consideradas muito criativas. Tudo para obter a explicação deste aparente paradoxo. A explicação é que emoções negativas geram um foco mental muito útil para lidar com problemas que exigem uma solução rápida, além de produzir maior motivação. Ou seja, o fato de não estar a fim de fazer algo, mas ter de fazer – como acontece no trabalho – deixa a pessoa mal humorada mais alerta.

Um segundo estudo experimental dividiu 80 participantes em dois grupos, com a tarefa de escrever um pequeno texto autobiográfico em tom positivo ou negativo. Resultado? O grupo dos negativos gerou ideias melhores e mais variadas. Na opinião dos autores do estudo, encarar apenas as emoções positivas como fonte de criatividade pode ser um obstáculo ao desenvolvimento pessoal. Não se trata de uma apologia ao mau humor, ok? Mas você pode usar como uma forma de defesa de vez em quando, é claro. 


Pare de me olhar, eu não vou te dar bom-dia
[FONTE: Divulgação]

Para fazer um bom uso do mau humor, a pessoa deve adotar o que os pesquisadores chamaram de “guinada afetiva”. Isto é, permitir que emoções mais positivas tomem o lugar daquelas negativas do início do dia, abrindo caminho para soluções inovadoras e para a tal da criatividade. No trabalho nosso de cada dia, os mal humorados não esperam a hora certa chegar para desempenhar uma tarefa: eles começam mesmo que estejam dominados por emoções negativas. E é exatamente este o pulo do gato: no meio do processo, a nuvenzinha cinza em cima da cabeça pode sumir, o tempo se abre, e o sol da criatividade começa a iluminar vossas cabeças. 


Nem sempre é fácil estar de bom humor
[FONTE: Motivese]

Uma pesquisa mais antiga teve resultados bastante parecidos. Feita na Universidade de New South Wales, na Austrália, a pesquisa colocou voluntários para assistir a filmes especialmente escolhidos para deixá-los de bom ou mau humor, e depois observou como eles se saíam em uma série de testes de raciocínio lógico. Aqueles com sentimentos negativos cometeram menos erros e se comunicaram melhor, especialmente escrevendo, do que o pessoal mais alegrinho.

Se você é uma daquelas pessoas que sempre acorda de bom humor, não se preocupe, isso não significa que você não é uma pessoa criativa. Vale aproveitar o lado bom dessas pesquisas e não se sentir mais culpado por, de vez em quando, acordar com o pé esquerdo. Afinal, pode ser produtivo ao final do dia e até render elogios nos trabalho. Outra dica bacana é ler A Mente Vencendo o Humor, um manual bem acessível que mostra como a Terapia Cognitiva, uma forma de psicoterapia eficaz e altamente embasada cientificamente, pode melhorar a vida do indivíduo.

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.