Sobre o BlogA
Comprar
Livro

Inspiração da semana

Inspiração #71: Inventando o futuro

Nós já tivemos um momento nostalgia relembrando aqueles objetos que se foram e não retornarão (que descansem em paz) e depois levamos nossa imaginação ao futuro, fantasiando com as invenções que queremos que se tornem realidade. Agora nossa inspiração será pé no chão, mas não menos fantástica. Estamos no presente e vamos conhecer os finalistas do concurso de engenharia britânico James Dyson, que premia a melhor invenção do ano. O vencedor ganha 30 mil libras e, com esse belo incentivo, aumenta a possibilidade de que esses produtinhos passem a fazer parte da nossa rotina. Vamos conhecer algumas invenções bastante úteis para o cotidiano e começar a torcer!

#1 O som do silêncio

São poucos os momentos da vida moderna em que conseguimos entender o real sentido da palavra silêncio. Absolutamente tudo faz barulho e é comum não ouvirmos nem os nossos pensamentos. Não raro nos surpreendemos não com um som inesperado, mas com a falta de algum. Pois a invenção austríaca com o sugestivo nome de Sono é capaz de filtrar, via wi-fi, os sons nada relaxantes desta nossa selva de pedra quando passam pela nossa janela. Não saberemos explicar cientificamente o funcionamento da engenhoca, mas se ela faz o que promete no vídeo de divulgação tem a nossa torcida. o/


[FONTE: MSN Innovation]

#2 Armazenamento sustentável

A invenção espanhola OTLU traz uma nova forma de armazenar vegetais fora da geladeira. Utilizando o excesso de calor produzido atrás do refrigerador (quem nunca pendurou nada pra secar naquela parte, hein?) e a técnica do resfriamento por evaporação, o OTLU oferece quatro compartimentos de armazenamento que podem ser regulados como frio, quente, molhado ou seco, de acordo com as características do alimento. Ao usuário cabe manter o tanque de água abastecido. Mais espaço na geladeira, economia de energia e vegetais frescos por mais tempo: todas as ideias aprovadíssimas.


[FONTE: James Dyson Award]

#3 Atolamento de papel, nunca mais!

E se, em vez de colocar o papel na impressora, colocássemos a impressora no papel? Pois esta magnífica invenção, denominada Stack, é uma impressora superfina, posicionada sobre a resma de papel, que faz todo o serviço por ali mesmo. Os inventores argumentam que o pulo do gato é o pouco espaço necessário para o aparelho, sendo ideal para casas pequenas. Mas nós só conseguimos pensar em nunca mais precisar lidar com papel atolado nos locais mais obscuros do aparelho. Pessoal da informática, protejam seus empregos!


[FONTE: James Dyson Award]

#4 O fim de uma era

Quem nunca quebrou algum osso e não usou gesso não sabe o que é coceira. Quem nunca tirou o gesso depois de várias semanas não sabe o que é não reconhecer uma parte do próprio corpo. Quem não soube, provavelmente não saberá, porque, seguindo a linha “impressoras que amamos”, temos a febre do momento, a impressora 3D, aposentando o velho gesso utilizado para imobilizar fraturas. Mais leve e com espaço para a pele respirar (e ser devidamente coçada, se necessário), o material é feito de plástico reciclável e ainda previne o mau cheiro. A única coisa que vai deixar saudade é a customização do gesso com assinaturas e recadinhos dos amigos. =)


[FONTE: James Dyson Award]

#5 Energia eólica ao alcance da mão

A invenção alemã com o tecnológico nome de Xarius usa o vento para gerar energia que, mais tarde, poderá ser utilizada para carregar outros aparelhos, como o celular. As demonstrações feitas pelos inventores sempre envolvem campings e nós entendemos a grande evolução que é um gerador portátil de energia eólica para o pessoal que gosta de acampar. Mas a gente sabe que o produto poderá ser útil em qualquer circunstância no futuro. Afinal, quanto mais coisas os celulares fazem, menos duram suas baterias, não? Portanto, em alguns anos todos precisarão de um Xarius para chamar de seu.


[FONTE: BBC]

#6 Maca inteligente

Essa invenção, se tudo der certo, não irá fazer parte de nossa rotina, porque, afinal, quem quer sofrer acidentes? No entanto, seu advento pode salvar vidas. A maca desmontável pode ser remontada com suas partes sendo deslizadas para baixo dos pacientes. Por mais cuidadosos que sejam os socorristas, algumas lesões podem piorar bastante durante a remoção da pessoa acidentada e a Lenify impede que o corpo precise ser levantado para a colocação na maca. Legal, né?


[FONTE: James Dyson Award]

Gostaram dessas engenhocas que podem transformar o nosso dia a dia? No próprio site da premiação você pode conferir todos os vinte finalistas e o resultado, que sai no dia 7 de novembro! E se você é da área da engenharia e saiu inspirado (missão cumprida!) para concorrer no ano que vem, indicamos a leitura de Fundamentos de Engenharia e Ciência dos Materiais, também em e-book. Com um texto superatual, a obra equilibra discussões teóricas e exemplos práticos inovadores! Afinal, deu para perceber que não adianta só ficar na teoria, não é? 😉

Quer receber todo mês as novidades do Grupo A direto no seu e-mail?




Enviando...

Email Inválido