Sobre o BlogA
Comprar
Livro

Sem categoria

Frances Ha e os valores em crise

Quem disse que o melhor parceiro para um filme é a pipoca? Aqui no BlogA, a gente acredita que cinema combina mesmo é com livro. Na seção Leia & Assista, publicamos dicas de cinema e de leitura para você aproveitar o final de semana.

O encanto de Frances Ha repousa sobre seu caráter singelo e realista: a protagonista é uma pessoa comum, poderia ser qualquer um de nós, ela é, provavelmente, igual a alguma amiga sua ou alguém da sua família. Frances é jovem e sonhadora (uma dupla de adjetivos quase redundante), alterna picos de energia com dias desperdiçados no sofá e descobre a vida na base da tentativa e erro, muitos erros. Uma dançarina que sonha em entrar para a companhia de dança na qual trabalha, uma trabalhadora que a duras penas quase não paga o aluguel, uma moça do interior que chegou à cidade grande para descobrir que, com mais frequência do que gostaríamos, nossa melhor tentativa não chega a ser suficiente.


Dançar e correr pela cidade: os maiores hobbies de Frances
[FONTE: Cinematic]

Filmado em preto e branco, o longa marca o primeiro roteiro escrito em conjunto por Noah Baumbach e Greta Gerwig (que interpreta Frances e acaba de receber uma indicação ao Globo de Ouro pelo papel), casal na vida rela que já colaborou em dezenas de projetos cinematográficos. Dizer que se trata de uma comédia dramática seria um exagero. É mais uma comédia comovente, terna, na qual nos vemos torcendo pela heroína da primeira à última cena. Podemos nem sempre concordar com Frances, mas queremos que ela conquiste o papel principal, que ela encontre seu caminho e, sobretudo, que ela cresça.

Longe dos clichês habituais, Frances Ha não traz um romance, sequer um interesse romântico (ele é descartado na primeira sequência do filme) e nem sexo. Não há nudez, nem muita maquiagem, nem uma trama de sofrimento e superação. Frances sofre um pouco, –  como todo mundo – sorri um tanto, ri bastante, aposta suas fichas e ganha e perde. Seu “par” nesta história é a amiga Sophie, que aos poucos se distancia, conforme se envolve em um namoro que logo vira noivado e desemboca no casamento. Frances perde sua dupla e precisa aprender a se virar sozinha, navegando em um universo repleto de jovens artistas sustentados pelos pais e notáveis empreendedores que relatam férias em Paris enquanto degustam vinhos refinados.


Bebendo com a amiga no meio-fio: quem nunca?
[FONTE: The Coast]

Mas Frances é como a maioria e não como as exceções: ela tem pais de classe média que não podem enviar uma mesada quando as contas chegam; ela não fundou uma start-up nem se associou a um escritório de advocacia antes dos 30; ela não é uma bailarina excepcional nem uma professora famosa; e o que conquista o espectador é que Frances não se importa. Ela poderá gastar a restituição do imposto de renda pagando janta aos amigos, caminhar pela rua com a mesma roupa de ontem, jamais pentear o cabelo e aceitar empregos que não quer, mas precisa. Ela é verdadeira em seus desejos, genuína em suas recusas e, mesmo diante do desânimo, segue em frente.


Tentativas infrutíferas de impressionar na mesa de jantar
[FONTE: Mash Notes]

Embora o tema não seja abordado explicitamente, Frances Ha nos faz questionar os valores contemporâneos. Se por um lado, ela não busca riqueza, sua vontade de entrar na companhia de dança mostra aquela velha necessidade de aprovação e reconhecimento. Frances tampouco busca dinheiro, mas se deslumbra com o apartamento de amigos ricos. É ela que está confusa ou é a sociedade que é incompreensível? Pergunta semelhante está no livro Crise de Valores ou Valores em Crise?, obra que explora os valores brasileiros atuais e tenta desvendar o processo de transformação da moral. Sustentados por dados de pesquisas, os autores investigam a indignação, a solidariedade, o civismo e temas mais objetivos como cotas nas universidades e formação escolar. Filme e livro feitos para pensar na vida que se tem e no mundo que se quer 😉

Quer receber todo mês as novidades do Grupo A direto no seu e-mail?




Enviando...

Email Inválido