Ciência curiosa

Divirta-se emagrecendo e vice versa

0

Se você faz parte do seleto grupo de pessoas que nunca fez dieta nem se inscreveu na academia para perder aqueles dois quilos indesejados, atenção: esse texto não é para você. Ou é, caso o amigo leitor esteja procurando entender por que não faz parte dos 40% das mulheres e 29% dos homens brasileiros que fazem dieta constantemente. Ao menos é o que dizia o Ibope em 2011. Agora, se você é parte da estatística, temos aqui a solução dos seus problemas! Ou, pelo menos, um incentivo para quem não consegue e nem desiste de emagrecer.

Em um texto recente em seu blog no New York Times, Gretchen Reynolds apresenta resultados de uma pesquisa que, resumidamente, explica o poder da diversão, e da psicologia, quando o assunto são exercícios físicos. Mas como assim da diversão? É isso mesmo que você leu: segundo estudo recente conduzido por pesquisadores americanos e franceses, ter prazer na atividade física é essencial para perder peso. Afinal, sabemos que, desde os primórdios da existência humana, a preocupação com o corpo se faz presente e, por isso, cientistas de todo o mundo tentam entender por que diabos os exercícios nem sempre ajudam as pessoas a emagrecer. Pior, por vezes, até nos fazem ganhar mais alguns quilos.


Alguma dúvida de que esse cão esperto está se divertindo enquanto pedala?
[FONTE: Saúde na Rotina]

O experimento contou com três etapas, uma com mulheres, outras duas com ambos. Na primeira parte do teste, 56 mulheres foram convidadas a caminhar pouco mais que 1,5 Km em área externa. Às cobaias foi dito que elas teriam 30 minutos para completar o percurso e que depois seria servido um almoço. Para metade delas, os cientistas disseram que aquela caminhada deveria ser encarada como exercício, e que elas deveriam inclusive monitorar seu esforço. Já para a outra metade foi dito que aquilo era um passeio, que elas deveriam caminhar por prazer, escutando música em fones de ouvido, analisando a qualidade do som e, principalmente, aproveitando. Quando as mulheres voltaram, os pesquisadores pediram a cada uma para que estimassem sua quilometragem, humor e gasto calórico. Aí que está o pulo do gato!

Os dois grupos fizeram estimativas parecidas de quilometragem e gasto calórico, mas o grupo que caminhou pensando no exercício físico reclamou mais de cansaço, além de apresentar mais traços de mau humor. Até aí, tudo bem, certo? Mas daí veio o almoço e as mulheres testadas podiam consumir, além da massa servida (carboidratos, lembram?), água ou refrigerante, doce de maçã ou uma espécie de pudim. Qual não foi a surpresa dos cientistas quando as mulheres que caminharam para se exercitar pediram refrigerante para beber e pudim de sobremesa, consumindo mais calorias do que o grupo que só andou por diversão e preferiu água e maçã?


Escute seu coração e faça exercícios de que realmente gosta
[FONTE: Sobrancelhas Design]

Um teste parecido foi feito com outro grupo, inclusos alguns homens. A diferença é que, no final do experimento, eles podiam encher um saco de M&M’s em agradecimento pela participação. As pessoas que caminharam para se exercitar pegaram o dobro de chocolate do que aqueles que só andaram por diversão. Por fim, os pesquisadores entrevistaram 231 pessoas entre 16 e 67 anos que haviam terminado uma maratona de 10 km. Eles perguntaram aos corredores se eles tinham gostado da corrida e ofereceram uma barra de chocolate ou uma barra de cereais em consideração ao tempo dispensando com a pesquisa. Em geral, aqueles que disseram que a corrida tinha sido difícil ou insatisfatória pegaram o chocolate, enquanto os que afirmaram que a experiência havia sido divertido optaram pela saudável barra de cereais.

Em conjunto, estes três experimentos ressaltam que a forma como enquadramos a atividade física afeta nossa escolha sobre o que comeremos depois, disse Carolina Werle, uma das professoras que conduziu o estudo. O mesmo esforço, encarado como diversão ao invés de exercício, exige uma ingestão menor de alimentos de alto teor calórico. Moral da história: antes de sair fazendo mil exercícios de preparação física pense se você consegue executá-los por prazer. Assim, da próxima vez que pensar em se inscrever naquela academia que sempre tem promoção para novos alunos, questione se não é melhor jogar aquele vôlei que você adorava, voltar a nadar ou a dançar como antigamente. Para perder peso, também vale o clichê do faça aquilo que te dá prazer. 🙂

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.