Sobre o BlogA
Comprar
Livro

Curiosidades

Curiosidade: Gurus da administração

Quando o tema é gestão, a Índia é o País número um no surgimento de grandes pensadores. Os grandes gurus da administração, hoje, incluem C. K. Prahalad, coautor do best-seller Competing for the Future; o coach executivo Ram Charan; o ganhador do prêmio Nobel de Economia, Amartya Sen; Vijay Govindarajan, professor de administração internacional na Tuck School of Business da Dartmouth College; Sumantra Ghoshal da London Business School, além de muitos outros. Os pensadores indianos agora fazem parte da corrente principal do pensamento em administração. 

Stuart Crainer e Des Dearlove, autores do livro Gurus da administração, apresentam uma seleção do melhor pensamento indiano: menos preocupado com o lucro e mais voltado para propósito e motivação. Talvez um dos grandes diferenciais da Índia frente aos demais países. Na publicação os autores contam os mais recentes conceitos e teorias sobre as mais importantes questões de gestão, liderança, estratégia e inovação. 

No livro, Vijay Govindarajan, um dos gurus da administração, explica os motivos pelos quais os pensadores indianos passaram a ocupar posições de influência. Para ele, assim como para outros imigrantes, os indianos tinham uma necessidade enorme de ser bem-sucedidos, além de possuírem uma forte ética profissional, falarem inglês e ser tradicionalmente influenciados pela educação e pelas instituições educacionais americanas. O guru destaca também que são um povo com talentos em pensamentos e análises conceituais e com muita paciência – uma grande virtude na área do ensino. 

O livro aborda, ainda, a cultura da coletividade na Índia – uma antítese ao individualismo desenfreado dos americanos. Entre os pensadores indianos, há um forte senso de obrigações éticas e sociais do capitalismo, o qual defende uma nova abordagem que considere os micromercados entre os pobres do mundo. O aumento da prosperidade econômica indiana trouxe novos questionamentos às melhores práticas ocidentais. A grande quantidade de ideias novas produzidas na Índia está desafiando e reformulando o pensamento atual. 

Segundo os autores, a corrente de conhecimento de fato mudou. Na publicação eles destacam que tradicionalmente, os empresários indianos adquiriam seus conhecimentos nas faculdades de administração dos Estados Unidos. Hoje o caminho passou a ser bidirecional. 

A publicação dividida em nove capítulos aborda toda a ascensão indiana na formação de pensadores, o legado de Ghoshal, o principio da base da pirâmide CK Prahalad, inovação ao estilo indiano, a Índia como uma sociedade anônima  e o pensando no trabalho. 

Adoramos conhecer um pouco mais sobre este universo. E você? 

 

Quer receber todo mês as novidades do Grupo A direto no seu e-mail?




Enviando...

Email Inválido